sexta-feira, janeiro 11, 2019

Minha Vida em Marte

Uma das mensagens desse filme é: do que adianta viver algo, quando o que queremos é ter uma nova vida longe do que foi bom e não é mais?

O filme Minha Vida em Marte é uma comédia com piadas e situações realmente engraçadas. Não tem "forçação" de barra.

Quando no fim de tarde decidi chamar a minha irmã para ir no cinema, confesso que esse filme não era a minha primeira opção, mas depois que a Nana, que é a minha irmã, disse que já tinha assistido ao filme Aquaman, então eu não pensei em nenhuma opção depois que entrei no site do cinema.

Eu já tinha visto um anúncio desse filme no metrô. Gostei do ar que o anúncio tinha de um filme alto astral. Os dois personagens principais da história estavam felizes da vida.

O legal de assistir Minha Vida em Marte é que eu não tinha lido nem a sinopse do filme, o que já tira uma expectativa, mas também me deixa totalmente curioso para ver como é a história.

Eu particularmente gosto de poucos filmes de comédia, apesar de gostar muito desse gênero tanto na literatura como nos cinemas, não acho graça da maioria. Não consigo dar risadas se as situações não forem de fato inusitadas, mas sempre dou uma chance de encontrar algum filme legal.

Tá, então a partir de agora eu vou começar a contar sobre o filme, recomendo ao meu leitor ou minha leitora que se não quiser levar algum spoiler bem na cara ir para outra postagem.

Em uma casa linda e com um trabalho que é fazer festas, parece que tudo na vida da Fernanda (Mônica Martelli) estava indo bem para sustentar um casamento feliz, mas apesar de suas realizações na vida profissional Fernanda sente que não existe mais o clima bom que existia com o seu marido.

Uma das maiores angústias dela é sair dessa situação de desconforto de não estar feliz em seu casamento. É lógico que uma mulher com a idade e com a experiência de vida dela não poderia deixar de ter um amigo de trabalho totalmente engraçado, e que consegue transformar cada aflição dela numa gargalhada bem rasgada.

O amigo de trabalho Aníbal (Paulo Gustavo) é também melhor amigo na vida pessoal e acompanha de camarote todos os dramas e planos da amiga de melhorar e depois de acabar com o seu casamento.

Ele é prático, consegue ver com deboche os conflitos que aparecem e ainda ajuda Fernanda a sair de enrascadas que nem ele poderia imaginar. O destaque está para as cenas verdadeiramente engraçadas em que Fernanda e Aníbal estão tentando solucionar alguns imprevistos de deixar qualquer um vermelho de vergonha, sem perder a alegria.






Entrar em situações indesejadas e até mesmo procurar alguma coisa sem noção para fazer, faz parte da diversão dos amigos inveterados.

Não importa se estão em Nova York, numa festa ou na praia, os dois sabem dar boas risadas e também me fizeram rir muito. Acho que esse filme foi um dos poucos que me fizeram dar boas gargalhadas espontâneas.

Depois de todas as aventuras em busca de estar feliz na vida sentimental, percebemos que a amizade que os amigos Fernanda e Aníbal têm é um presente que eles não abrem mão de dar um para o outro.

Olha o trailer:




Nenhum comentário:

Postar um comentário